Provincia EXALT celebra seu III Capítulo Provincial
19/03/2022

Dos dias 21 a 25 de março de 2022 os religiosos passionistas da Província da Exaltação da Santa Cruz estarão reunidos em Belo Horizonte/MG para celebrar a Assembleia Pré-Capitular 2022. O Capítulo provincial é a autoridade máxima da Província, onde os religiosos se reúnem para juntos discutir sobre a missão e outros assuntos ligados a província. Celebra-se ordinariamente a cada quatro anos, convocado pelo Superior provincial com o consenso do seu Conselho (RP 140). A Assembleia Pré-Capitular tem a função de iniciar as discussões do Capítulo, principalmente como meio de avaliação da caminhada da província no último quadriênio e debates acerca das propostas para o próximo quadriênio. Participam do Capítulo Provincial: o Superior Provincial e seus Consultores, e todos os religiosos de votos temporários ou perpétuos (RP 146). 

O Capítulo Provincia acontecerá nos dias 18 a 22 de julho de 2022 em Belo Horizonte. Nesta ocasião será eleito o Superior Provincial e seu conselho para o próximo quadriênio 2022-2025, além da escolha das propostas e dinâmicas que a província assumirá como prioridades e frente missionária para este período de quatro anos.

Em carta convocatória para o III Capítulo Provincial (25/01/2022), o Superior Provincial Pe. Giovanni Cipriani, falou sobre a moção para este grande marco na vida da província: 'nesta fase preparatória, precisamos de olhar a Província ‘com os pês no chão’; precisamos de estudo e de uma autêntica sinodalidade, contando com a colaboração de todos, apresentando diagnósticos sobre a ‘saúde’ da Província com propostas concretas'.

O seu pedido é que duas atitudes devem nortear a caminhada da província neste momento: a escuta e o discernimento. 'Primeiro, escutar o que o Espírito nos quer dizer: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Ap 2,7). Escutar é a atitude fundamental do discípulo, de quem se coloca na escola de Jesus e quer responder ao que Ele nos pede neste momento particular da Igreja no Brasil, da sociedade e da Província, ao comemorarmos os trezentos anos da fundação da Congregação. Em segundo lugar, escutar o Espírito, para poder discernir o que vem do Senhor e o que lhe é contrário e, assim, responder, a partir do Evangelho, aos sinais dos tempos através dos quais o Senhor da história nos fala e se revela. O discernimento deve levar-nos a identificar as prioridades e a traçar ‘passos’ concretos'. Somente com essas duas atitudes internas é possível corresponder ao apelo feito pelo Superior Geral Pe. Joachim Rego, neste ano jubilar da congregação, de 'renovar a nossa missão'.

Ao falar do Capítulo, incentiva toda Província na busca de buscar renovar sempre a sua missão, vendo as urgências da realidade do mundo presente e aquilo em que podemos contribuir e agir. 'Precisamos fazer do Capítulo um novo início a partir de um Projeto global. Para isso se requer uma autêntica sinodalidade, isto é, poder ‘contar’ com todos. A contribuição de cada um, nesta fase preparatória torna-se cada vez mais indispensável', afirmou Pe. Giovanni. 

O Capítulo é o tempo do Espírito Santo na vida da Província, momento de renovar as forças para a missão que espera a todos os religiosos. Avaliar a caminhada e buscar sempre ser presença do Ressuscitado na vida dos outros, anunciando a Sabedoria da Cruz. O Convite de celebrar o capítulo é sempre voltado para ação, na busca de testemunhar a Paixão pelo Crucificado com os nossos irmãos que necessitam. 'Não podemos ficar parados; é tempo de “sair depressa” (Lc 2,16; 24,33), colocando-nos com renovada confiança sob o manto da querida Mãe Maria, para seguirmos com determinação os passos do nosso fundador, São Paulo da Cruz', motivou o provincial a toda província.

Ao Espírito Santo confiamos o trabalho de preparação e celebração do III Capítulo da nossa querida Província da Exaltação da Santa Cruz. Que a Virgem Maria, mulher fiel ao pé da Cruz, nos conceda a graça de sermos dóceis à ação do Espírito Santo. E que São Paulo da Cruz, nosso Pai e Fundador, nos mostre a alegria de estarmos, com Maria, ao pé da Cruz, de onde podemos olhar nossa vida, a vida da Congregação e a vida da Igreja com olhos de agradecimento, de misericórdia e de solidariedade.